quinta-feira, 22 de abril de 2010

nem sempre parece assim...

''Quando tá escuro e ninguém te ouve
Quando chega a noite e você pode chorar
Há uma luz no túnel dos desesperados

Há um cais de porto pra quem precisa chegar
Eu estou na lanterna dos afogados

Eu estou te esperando, vê se não vai demorar...
Uma noite longa pra uma vida curta
Mas já não me importa basta poder te ajudar
E são tantas marcas que já fazem parte
Do que eu sou agora
Mas ainda sei me virar..."

as palavras estao longe...
faz tempo que tenho medo ate de escrever,
porque nao consigo mentir com as palavras...
e a sinceridade anda causando reflexoes em mim
ate fingir está dificil
foi quando me dei conta que algo precisa ser feito
refeito, construido, decidido, sei lá...
as vezes nos encontramos no escuro,
pode ser o momento certo para voar...
as vezes nos sentimos sozinhos
e corremos atras de encontrar significados
a tal felicidade nao está em alguem, ou em algo
isso já está mais que certo.
mas a infelicidade está na falta de estar só e mesmo assim estar bem...
está no medo de ficar assim
medo de faltar os sentimentos nao as pessoas...
pessoas sao pereciveis
estou brigando comigo mesma para que os sentimentos nao sejam...entende?
eu, as vezes me pego desistindo de coisas importantes,
mas é porque EU nao ando me sentindo tao interessante!
dai desisto de entender
e nao me esforço pra ter forças
é que sinto meus braços adormecidos,
e sinto minhas palavras cansadas...
deve ser uma fase, um momento ruim...
mas dessa vez nao quero deixar passar...ou quando casar sara...Nem sei se vou casar rs....
preciso compreender essa tristeza
nem que eu precise ir pra longe de mim
preciso desse trabalho pra me encontrar
pra que no final de tudo, onde dizem que tudo da certo,
eu possa repousar no meu balanço sem pressa
tornando a vida possivel e impossivel.....

talvez eu esteja tentando encontrar aquela que chora pelos filmes bobos...

pra mim!
pra gra!

Um comentário:

Graci disse...

Boa sorte na sua busca.
Eu entendo... eu acho.
Um beijo!Sabe, né...