sexta-feira, 8 de maio de 2009

eu tambem quero ir embora!

professora, eu quero ir embora!

e agora?

o que eu faço com minha aparente impotência?

escrevo para as "minhas crianças",
escrevo o que sinto por elas,
esse sentimento de impotência,
e da minha "briga" para que elas possam ser o que sao, crianças!

hoje meu menino segurou no meu pé e sem falar nada, pediu um carinho,
minhas meninas falaram de amor, do jeito delas, mas sem saber elas falaram de amor,
de um jeito bem torto, um baixinho de olhos bem pequeninos sem dizer
pediu para que eu corresse atras dele, era uma brincadeira
e no final pediu um abraço,
hoje meu menino olhou nos meus olhos e pediu para ir embora,
nao dali, mas embora da vida que ele levava,
ele me disse um monte de coisas que só adultos deveriam saber ou viver,
e depois chorou.
e depois eu chorei.
alguns meninos e meninas faltaram....
mas o calor nao faltou,
e no final da tarde ganhei um sorriso,
e ganhei um cansaço sem tamanho.
mas esse cansaço cabe em mim,
como cabe a esperança
cabe a vontade
cabe o choro quando ele vem.

eu tambem quero ir embora com vocês!

3 comentários:

Graci disse...

Posso ir com vocês?

Janaina Brizolla disse...

pode, nós deixamos!

Anônimo disse...

thousands admission precisely phones exploit allruleml claire exercises hopes carrots oecd
semelokertes marchimundui